domingo, 8 de janeiro de 2012

Bonecas


Sempre gostei de bonecas, desde pequena era apaixonada por elas.  Tinha muitas bebezinhas, bonequinhas gorduchinhas, a mãezinha, Tippy, Moranguinho... entre outras famosas da época, minha mãe gostava de comprar brinquedos para nós, tinha praticamente tudo de casinha, fogãozinho, tanquinho de pedra, panelinhas, tinha até umas vasilhinhas chamadas pirex que eram iguais ás originais.
Mas o meu sonho mesmo era ganhar uma Barbie. Uma boneca que a mamãe esconjurava, quando ia escolher o presente de aniversário ou Natal, ela já falava qualquer coisa menos Barbie, essa boneca magricela...
E assim foi muitos anos ganhando bebezinhos, mas nunca aquela glamourosa estrela.
Da minha casa eu via o quintal da vizinha da rua de baixo e a filha dela  sempre brincava com aquelas mocinhas louras, com seu carrão esporte, a casinha cheia de acessórios e as roupinhas então... nossa eu ficava babando lá da minha janela.
Quando uma nova menina veio morar perto de casa e tinha Barbie, foi um sonho, porque ela deixava eu brincar. Foi nessa época que comecei a fazer roupinhas de crochê para elas. Costurava umas pecinhas à mão, ganhei até uns moldes de vestidos de bonecas da minha prima e comecei a vender as roupinhas pras minhas colegas de escola, com o dinheirinho juntado fui numa lojinha pequena que tinha perto do fórum e comprei uma dessas Barbies baratinhas, falsificadas, que vinham do Paraguai.
Foi um deslumbramento, fiquei apaixonada por ela, podia fazer tudo sem precisar ficar ninando, fazendo comidinhas... ah não... era só trocar de roupas,  cuidar do cabelo, era uma moça.
Depois disso nos mudamos de casa e de bairro, já estava mocinha com 13 anos, quando minha irmã pediu uma Barbie pra minha mãe, achei que não compraria, mas acho que por ver meu cuidado com a bonequinha ela resolveu comprar pra nós duas.
A Lala (minha irmã), brincava pouco, mas eu me esbaldava... Tenho até hoje minha Barbie Outono... Está guardadinha com carinho.
Os anos passaram, cresci, namorei, casei e tive uma filha, que herdaria minhas bonecas.A Zan gostava muito e eu mais ainda, sempre que podia comprava Barbies para ela.
Um dia estava sentada na cama crochetando e pedi que me trouxesse uma boneca para medir a roupinha que estava fazendo, mas a filhoca estava brincando e não quis trazer, meu marido ouvindo a conversa, disse que compraria uma Barbie para mim e assim eu não precisava de pegar as bonecas da Zan mais... Achei que era brincadeira, mas na outra semana ele chegou com uma Susi ( porque não sabia a diferença entre elas) e me deu de presente. 
Foi o começo de uma coleção, logo comecei a pesquisar na internet e descobri que muitas mulheres e homens adultos colecionam e que a comunidade bonequeira era o máximo.
Fiz muitas amizades virtuais e outras tantas que conheci pessoalmente. 
Hoje minha coleção tem além das Barbies outras dolls também, como Pullips, Dals e Taeyang, que são fashion doll porém japonesas.
Gosto muito de criar roupas em tricot, crochet e até mesmo em tecidos. Conheci muitas revistas japonesas de moldes para bonecas e aprendi muito com elas. Hoje já consigo costurar bem melhor do que quando tentava fazer roupas de gente.
Muitas pessoas não entendem meu hobby e até criticam, mas há muito tempo já deixei de me importar com o que os outros pensam. O que vale é a minha felicidade e o meu prazer.


Vou deixar umas fotinhos das minhas lindezas. E quem quiser ver mais pode ver no Flickr ou no outro blog que tenho que é exclusivo das bonecas.

2 comentários:

Elisana Bianchi disse...

Gi
Adorei conhecer um pouquinho a fundo sobre sua paixão linda ...as bonequinhas
Acho que vc deveria colocar o mesmo texto no seu outro blog...seria legal pra quem te segui la saber tudo isso.(bom só uma sugestão ok)
Bjks

Gideoni disse...

Obrigada pela sugestão, fazia tempo que queria escrever isso lá,mas agora só copiei no outro blog, hehehe... bj

Postar um comentário